Online

online
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Ensaio sobre a Cegueira

Tem tudo a ver com as expectativas. Não vou ver um filme a pensar que me vai ensinar alguma coisa, ou porque é importante por causa deste ou daquele assunto. Quero um filme que me entretenha, que me envolva, que possa viver as situações que os actores estão a viver. E tudo isto passa por uma interpretação verídica e consistente dos personagens, e de um bom argumento que a sustente.

Se bem que me lembro da 1ª vez que vi "A Lista de Schindler", pela escola, no velhinho S. Jorge (tinha eu uns 13 ou 14 anos). Este filme sim, impressionou-me e abriu-me os olhos para uma realidade que não está muito distante (o que são 50 anos na nossa História?). De resto, quero ser assoberbada, deslumbrada, quero 1, 2 horas de outra vida, outros lugares, outra cultura, quero novidade e não clichés.

Portanto, é claro que ADOREI este filme. Talvez a parte que mais destoava era aquela em que quase pareciam estar num campo de concentração, sem direito a assistência médica, a segurança, a um pouco de dignidade. Tivessem eles sugerido que toda, mas mesmo TODA a população estivesse infectada e aí já não seria tão "Awkward". Mas quero centrar-me no principal.

No meio do caos, do desnorte com que as pessoas ficam, é importante lembrar que há pessoas que vivem com essa deficiência. E como foi importante para eles não se sentirem sozinhos neste mundo. No fim, eram todos iguais a eles. E o mais importante, os cegos eram iguais aos outros.

A visão é apresentada quase como a balança que nos diferencia uns dos outros, é através dela que vemos os outros e que nos vemos a nós como estando inseridos numa sociedade, como sendo indivíduos. Se não vemos ISSO, então não pertencemos a nada, não somos nada. Sem ela, velhos, novos, nus, vestidos, ricos e pobres, eram iguais, nada importava. E não fosse haver uma arma na mão de um cego e de certeza haveria outra igualdade, ou mais justiça (e não é que há tanos CEGOS de armas na mão por esse mundo fora?)

É preciso haver o debate, a discussão e tentar perceber a polémica que um filme destes teve nos EUA... será que tb eles não queriam ver? Será que é assim tão anti-natural uma pessoas regressar aos seus instintos básicos, às suas vidas de quase neandertais? Será?....

5 estrelas

Escrito por Caminho às 13:48
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 16 de Dezembro de 2008 às 21:13
Tiro te o chapéu PORR SERES A ÙNICA PESSOA QUE EU CONHEÇO que apreciou esse piece of junk!

Beijinhos
scarf
De Caminho a 17 de Dezembro de 2008 às 13:02
Sou uma rapariga muit fácil de agradar ehehehe. Mas gostei mesmo, assim como gosto do Saramago e tb há muito boa gente que não gosta...
Por iso é que o mundo não cai

Comentar post

Horas

Ver o Caminho



Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Recentes

...

Patuda

Ainda

News!

Em curso

6 meses (e qualquer coisa...

A descomprimir?

Fui colocada!

Bom fim de semana!

Sim, Onde?

Arquivos

Maio 2011

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Outubro 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Quem vem lá?

blogs SAPO

subscrever feeds